Novidade • ERGYGAST

Sinais de refluxo ácido

O refluxo ácido afeta quase 35% da população, com tendencia aumentar, de acordo com a Sociedade Nacional de Gastroenterologia. Que sinais estão associados a esses refluxos? A sensação de ardor no esófago ou na garganta após as refeições é a mais comum, como arrotos e às vezes literalmente "peso no estômago ».

Mucosas sensíveis 

Os fluídos contidos no estômago têm um pH entre 1 e 3 para permitir a higienização e digestão do bolo alimentar. O revestimento do estômago é projetado para tolerá-lo, mas não o revestimento do esófago (pH > 4) ou da garganta. É por isso que o refluxo ácido pode levar à sua sensibilização.[1]

Quais as causas ?

Entre as causas do desconforto gástrico e das mucosas: uma dieta desequilibrada, tabaco, álcool e certos medicamentos, a posição de deitado ou inclinado para a frente. A gravidez aumenta muito o risco de refluxo ácido. O stresse, por fim, parece ser um fator desencadeante[2].

ERGYGAST

ERGYGAST é um stick bebível com sabor a tangerina, prático de usar, é uma associação de olmo vermelho, camomila e alecrim. Esta fórmula tem uma dupla ação calmante: sobre o sistema digestivo (olmo) e no sistema nervoso (camomila).
Esta sinergia é particularmente adequada para o conforto das mucosas, graças à vitamina B2 que contribui para a manutenção de mucosas saudáveis; e pelos antioxidantes do alecrim.

ERGYGAST não contém álcool, corantes e adoçantes.


 Conselhos de utilização:
1 a 2 stick(s) por dia, após as refeições, conforme necessário.

> Saber + sobre o produto...

Referências bibliográficas
1. Karamanolis, G. P., & Tutuian, R. (2013). « Role of non-acid reflux in patients with non-erosive reflux disease.» Annals of gastroenterology, 26(2), 100–103.
2. Song, E. M. et al. “The association between reflux esophagitis and psychosocial stress.” Digestive diseases and sciences vol. 58,2 (2013) : 471-7.