Drenagem e Detox saúde

Drenagem e Detox saúde

Desde a infância que o nosso organismo fica exposto a numerosas substâncias indesejáveis através da alimentação e do meio-ambiente.

Apesar do maravilhoso poder de auto-limpeza que permite neutralizar e eliminar os tóxicos, o nosso corpo acaba por "sujar-se" com a saturação dos sistemas de eliminição ou emunctórios. 

Os detritos acumulam-se. Segue-se o cansaço crónico para todos, uma tez baça para alguns, gordurinhas localizadas....para outros. 

Os emunctórios

São as portas de saída dos detritos. Os principais são: o fígado, os rins e os intestinos seguidos da pele e dos pulmões.

Qualquer disfuncionamento intestinal terá consequências no fígado, e que a longo prazo terá um impacto nos rins: estes 3 principais emunctórios são interdependentes.

Os desintoxicantes, os drenadores…

O fígado tem um papel vital para o organismo, porque devido a uma sistema enzimático específico, é capaz de neutralizar e tornar hidrosolúveis as toxinas. Estes processos de purificação produzem radicais livres grandes consumidores de antioxidantes.

Fígado
Fígado
Fígado
Schéma foie
Schéma foie

Schéma foie
  • Cardo-marianoCertas plantas tais como a alcachofra e o cardo-mariano vão activar as fases de detoxificação hepática; outras, drenadoras,  estimulam as funções de filtragem do sangue que permitem eliminar os resíduos ou os tóxicos desativados, hidrosolúveis pela via biliar ou urinária (raínha dos prados, groselha preta, alburno de tília). Algumas plantas têm uma grande polivalência e agem a diversos níveis. 
  • Para que estas reações possam ser otimizadas necessitam da presença de cofatores vitamínicos tais como vitaminas B9 e B6 e oligoelementos catalizadores: manganês, cobre, zinco e selénio.

Tenho necessidade de detoxificar o meu organismo ou uma drenagem é suficiente ?

Como sempre, basta escutar o seu corpo que em caso de «saturação» irá queixar-se: naúseas ao acordar, enxaquecas, língua pastosa, digestão difícil, cansaço após as refeições, humor variável, inchaço, retenção de água… são muitos os sinais de sobrecarga hepática.

Se juntar tabaco, álcool, medicamentos, poluição, alimentação industrializada todos os dias, não resta dúvida, o detox é feito para si.
Caso contrário, aposte numa drenagem do organismo na primavera.

Atenção:

  • Durante a «cura detox», privilegiar uma alimentação hipotóxica, rica em frutas e legumes de qualidade, óleos de 1ª pressão a frio, proteínas vegetais, para «aliviar» o trabalho do fígado;
  • A eliminação dos tóxicos deve ser feita em suavidade, mas pequenos desconfortos podem ser notados, tais como transito acelerado, urinas concentradas, transpiração mais intensa e talvez emoções mais à flor da pele.

Paciência… vai tudo ficar no seu lugar, e o fígado, verdadeiro chefe de orquestra em matéria energética do organismo (em Medicina Tradicional Chinesa, é o orgão da primavera por excelência) vai poder relançar a sua energia.