O terreno ácido

O terreno ácido

O nosso organismo produz permanentemente metabólitos ácidos. O seu equilíbrio ácido-base é regulado por poderosos sistemas-tampões que estão implicados na respiração e na função renal. Os alimentos como as proteínas também são geradores de ácidos.

Apesar da presença destes sistemas tampões, a regulação do pH sanguíneo é hoje em dia facilmente ultrapassada.

Em causa,  a nossa dieta ocidental muito rica em produtos fonte de acidez (carnes, alimentos salgados, transformados, doces) e pobre em alimentos alcalinos, nomeadamente legumes e frutas. Acrescentar o stress, sobrecarga de trabalho, falta de exercício físico, tabaco... todos produtores de acidez.

Foco no terreno ácido e conselhos alimentares adaptados…

O terreno ácido

O nosso organismo, naturalmente produtor de acidez, tem mecanismos fisiológicos para  manter um pH ideal para o seu metabolismo.

Se estes sistemas de regulação transbordam, os ácidos acumulam-se nos tecidos e, com o tempo, o corpo vai buscar na sua reserva mineral para neutralizá-los: fala-se então de terreno ácido.

Os alimentos contribuem também a regulação dos ácidos. No entanto, as dietas ocidentais, ricas em carnes, alimentos transformados, salgados, apresentam um carácter acidifante*.

Legumes e frutas, ricas em sais alcalinos ou bases, magnésio e potássio, em particular, são ao contrário alcalinizantes.

* Frassetto L et al. Diet, evolution and aging-the pathophysiologic effects of the post-agricultural inversion of the potassium-to-sodium and base-to-chloride ratios in the human diet. Eur J Nutr. 2001 Oct ; 40(5) : 200-13.

Como aliviar um terreno acidificado ?

Uma alteração alimentar é essencial; e em primeiro lugar, moderar o consumo de alimentos acidificantes.

Geradores de ácidos na altura da digestão, são constituidos sobretudo por alimentos ricos em proteínas, alimentos base da alimentação; não é possível abdicar deles.

Os alimentos refinados, como os açúcares e cereais, empobrecidos em minerais, são dispensáveis.

Frutas e legumes alcalinizantes fornecem as bases necessárias (magnésio, potássio…) à neutralização dos ácidos (sais alcalinos…).

Alimentos acidificantes Alimentos pouco acidificantes Alimentos alcalinizantes
Carne Queijo branco Batatas
Aves domesticas Alimentos à base de farinha integral Legumes verdes crus ou cozidos
Charcutaria Nozes Legumes coloridos, excepto tomates, azeda, ruibarbo
Extratos de carne - Sumos de legumes e frutas
Peixes - Milho
Frutos do mar - Leguminosas, legumes secos
Ovos - Leite líquido ou em pó,  queijo fresco escorido, creme, manteiga
Queijos, produtos lácteos - Bananas
Corpos gordos animais (banha) - Amêndoas
Óleos vegetais refinados, gorduras rijas - Castanhas
Produtos a base de farinha branca - Fruta madura ou seca: tâmaras, uvas (excepto as que dão acidez ao sabor; maçãs, damascos)
Açúcar branco - Águas minerais alcalinas
Doces (xarope, pastelaria, chocolate...) - Bebidas com amêndoas
Bebidas industriais doces - Soja e derivados
Os frutos oleagnisosos excepto amêndoas - Ervas aromáticas
Café, chá, cacau, vinho - -

Ajustar a alimentação num terreno acidificado

1. Numa alimentação saudável os legumes devem estar em primeiro lugar: são eles que fornecem o essencial das bases para neutralizar os ácidos.
Para o equilíbrio ácido-base, fazer refeições com legumes frescos ricos em substências minerais base, nomeadamente potássio..

2. Limitar os alimentos ácidos e acidificantes.

3. Á noite, preferir uma alimentação alcalinizante (sem proteína animal).

4. Que alimentos escolher ?

  • frutas : bananas, tâmaras, figos, castanhas, maçãs, pêras, amêndoas, abrunhos, uvas 
  • legumes : batatas, milhos, couves, cenouras, beterrabas
  • produtos lácteos : queijos de ovelha ou cabra
    Légumes
    Légumes
  • cereais : integrais ou ½ integrais
  • condimentos : ervas aromáticas, especiárias, mostarda
  • proteínas: frango, coelho, perú, peixes, leguminosas
  • açúcar: açúcar mascavado (e não roux !)
  •  óleos: óleos de 1ª pressão a frio
  • bebidas : à base de cereais, chicorea, infusões de plantas, chá verde